Email marketing: Tudo o que você precisa saber

11/01/2016 by in category blog, Dicas e informações tagged as , , with 0 and 0
Home > Email marketing: Tudo o que você precisa saber > blog > Email marketing: Tudo o que você precisa saber

Muitos candidatos a profetas já anunciaram a morte do e-mail, frente a novas ferramentas, como as redes sociais, mas isso está longe da verdade. Aliás, como uma ferramenta de marketing, o e-mail continua gerando bons resultados, e ainda é uma das melhores ferramentas de marketing direto a sua disposição.

Criar boas campanhas usando a ferramenta, no entanto, requer alguns cuidados, que você não deve ignorar. Vamos passar por alguns passos que você não pode ignorar na hora de planejar as suas campanhas:

Origem da sua base de e-mails

Para fazer uma campanha de e-mail marketing, é necessário, claro, uma lista de e-mails para enviar as suas mensagens. E claro, existem várias maneiras de se conseguirf7 uma lista de e-mails. Você pode criar a sua própria (perguntando aos seus clientes os seus e-mails, por exemplo), ou comprar uma lista (algo que você não deve fazer nunca!)

Não importa a sua área, há vários bons argumentos para não comprar uma lista de e-mails (seja de um camelô na rua, seja de um empresa mais séria). O primeiro é a eficiência: as suas taxas de cliques serão ridiculamente baixas (em torno de 1%, talvez menos). As razões para isso são muitas: as pessoas simplesmente não se importam com essas mensagens, e deletam antes de ler, sem falar que essas listas compradas costumam ter muitos endereços falsos e desatualizados, por exemplo.
E lembre-se: e-mail marketing não é spam! Evite a todo custo o raciocínio de que “se 1% dos 10 milhões que enviei responder, já é lucro”. Isso pode muito bem funcionar para um hacker que quer roubar senhas de banco (e não tem nada a perder), mas para uma empresa que quer criar uma boa reputação, é um tiro no pé. Sem falar que hoje em dia, os filtros anti-spam estão cada vez melhores, e esse tipo de mensagem pode nem chegar a caixa de entrada do seu cliente.

Além disso, é muito importante segmentar a sua base de contatos: não adianta enviar e-mails sobre o mercado de ações para um estudante de odontologia que não tem o menor interesse nesse tipo de investimento. Tenha apenas os endereços de pessoas que estão interessadas no seu produto ou serviço, e se possível, segmente ainda mais: procure saber o que levou essas pessoas a te procurar, e envie apenas conteúdo relevante para elas.

Construindo o seu próprio mailing list

Uma boa maneira de criar o seu próprio mailing é com conteúdo: ofereça algo relevante para os visitantes do seu site, usando uma landing page, em troca do e-mail. Se a sua empresa for um hotel, por exemplo, você pode fornecer um mapa da região, um guia turístico com as melhores praias ou dicas de bons lugares para fazer negócios, por exemplo.

Como você já percebeu, apenas esses 3 materiais, você pode segmentar os visitantes do seu site. Quem baixou o guia de praias provavelmente procura um bom lugar para passar as férias, e quem baixou o guia de negócios está procurando um hotel para uma viajem de negócios. Use essas informações para criar o seu mailing, e assim determinar quais outros materiais você irá enviar posteriormente para cada um deles.

Tente evitar ao máximo ficar enviando e-mails de propaganda, e foque no conteúdo útil para o seu público. Se a sua empresa ganhar o estigma de que só envia propaganda, você terá uma taxa de unsubscribers muito alta, o que vai fazer com que todos os seus esforços escorram pelo ralo. Tenha em mente que é mais importante criar um relacionamento com o seu cliente do que sair vendendo coisas a qualquer preço.

Se você é um corretor de imóveis, por exemplo, e acabou de vender uma casa para recém-casados, tire uma foto e envie por e-mail depois. Eles vão adorar ter esse momento tão importante registrado, e enviado para eles! E é algo que vai ser muito melhor para a sua imagem do que um e-mail do tipo “obrigado pela sua compra”.

Também é muito importante fazer a manutenção do seu mailing: retirar endereços antigos ou falsos por exemplo. Dependendo do seu ramo de negócio, isso pode dar mais ou menos trabalho, por causa da vida útil da sua lista de contatos: Se você vende produtos para bebês, em pouco tempo ele vai estar desatualizado (pois os bebês se tornaram crianças pequenas). Se você vende produtos para canhotos, no entanto, você terá uma lista de contatos que vai durar bastante (afinal, nenhum canhoto vai virar destro da noite para o dia).

Como enviar email marketing?

Na hora de se escrever um e-mail para a sua base de contatos, não basta pegar um texto padrão que nem Lorem Ipsum e sair mandando pra todo mundo! Existem algumas dicas que vão ajudar bastante nesse momento. Veja algumas delas abaixo:

  • Use o seu nome de verdade: marketing@seunegocio.com.br não é o melhor endereço de e-mail possível. Use um endereço com o seu próprio nome, e coloque uma foto sua como avatar (evite usar a logo da sua empresa). Desse modo, a pessoa vai ter a sensação de estar conversando com uma pessoa de verdade, e não com o “financeiro sei lá de onde”. É muito bom saber que há alguém de de carne e osso por trás de cada e-mail, e não um robô que faz tudo automaticamente. E isso ainda vai ajudar a evitar que as suas mensagens acabe na caixa de spam.
  • Personalize: uma mensagem que já começa com “caro cliente” já começa mal. Coloque o nome do seu cliente (e/ou do negócio dele, se for o caso) no corpo do e-mail. Isso evita aquela impressão de mala direta, que é enviada para cem mil pessoas de uma só vez, e que todo mundo odeia.
  • Cuidado com erros de ortografia: precisa explicar?
  • Template: tenha um modelo de e-mail limpo e organizado. Também é bom configurar uma assinatura, com alguns dados pessoais, como o seu telefone, site e/ou outras formas de contato.
  • Não use a sua conta pessoal: por mais que seja interessante usar o seu próprio nome e foto nas mensagens, é muito importante ter uma imagem profissional. Use um e-mail com o domínio do seu site e coloque suas informações de contato como assinatura. Um avatar tirado de desenho animado e um endereço do tipopaulinhagatinhafogosa@megamail.com é a definição exata do que não fazer.

Você pode enviar com uma certa frequência newsletters e promoções para a sua base de contatos. Nas newsletters (também chamados de boletim informativos) normalmente são tratados assuntos como novidades da sua empresa, novos serviços e produtos, notícias, etc.  Nas promoções, claro, você envia um e-mail contando sobre descontos e oportunidades.

Mas tome sempre cuidado para não ficar mandando muitas mensagens, pois os clientes podem se desinscrever da sua base se acharem que você está mandando mensagens demais. Também é importante sempre escrever o conteúdo de cada e-mail com cuidado, tendo em mente as suas buyer personas, e que tipo de conteúdo eles querem, pois se eles não forem úteis, você também pode perder mais assinantes.

Conheças algumas das melhores ferramentas de email marketing

A medida que o seu mailing crescer, vai se tornar cada vez mais difícil mandar e-mails um por um. Nesses casos, você deve considerar um serviço de e-mail marketing, que permita enviar vários e-mails de uma só vez. São serviços capazes de gerenciar muitos contatos de uma só vez, e mandar mensagens para toda a sua mailing. Confira alguns dos mais usados abaixo:

  • Mail Chimp: plataforma freemium, que no plano gratuito permite envio de até 12000 e-mails mensais para 2000 contatos. Também há versões pagas, que ampliam esses números, por um preço mensal convidativo.
  • Aweber: ferramenta bastante completa, com vários recursos, como criar formulários de captação de e-mails, por exemplo. Custa 19 dólares mensais, e é tido por alguns como a melhor ferramenta de e-mail marketing atualmente.
  • RD Station: bastante similar ao Hubspot, porém é nacional, e um pouco mais simples
  • Mailee: sistema brasileiro, similar ao Mail Chimp e Aweber.
  • Hubspot: é na verdade uma ferramenta de automação de marketing, e permite não só o envio de e-mails, mas também tem integração com redes sociais, ferramentas de landing pages, formulários, entre outros recursos.

Conclusão

Mesmo com várias opções para melhorar o seu relacionamento com o seu cliente (com as várias redes sociais disponíveis), o e-mail ainda á uma poderosa ferramenta para o seu marketing. Um mailing list bem feito é uma excelente vantagem para a sua empresa, pois permite entrar em contato com diversas pessoas que estão realmente interessadas no seu produto.

Uma estratégia de e-mail, quando bem montada pode gerar excelentes resultados, e trazer um bom retorno com um investimento modesto. Tome cuidado apenas com as más práticas, pois apesar de fáceis e baratas, elas não trazem nenhum retorno, e normalmente só pioram a sua imagem. Siga essas dicas e pode ter certeza, em pouco tempo você terá um retorno muito bom usando e-mails em sua campanha!

2010 / 2017- Studio F7 Comunicação e Design ~ Todos os direitos reservados